• sertaocentralnews

BRASIL SOMA 3.6 MILHÕES DE PEDIDOS DE SEGURO-DESEMPREGO ATÉ A PRIMEIRA QUINZENA DE JUNHO


Imagem reprodução.


A secretaria de trabalho do Ministério da economia, informou nesta quinta-feira 25 de junho, que o número de pedido de seguro-desemprego subiu 35% na comparação com o mesmo período de 2019. Ao todo foram 91.087 pedidos a mais segundo a secretaria, totalizando de 351.315 pedidos de seguro-desemprego na primeira quinzena de junho de 2020, no mesmo período do ano passado foram 260.228.


O nordeste foi o estado que mais sofreu o impacto do desemprego devido a pandemia. Em maio, o número de casos cresceu em vários municípios da região, como alguns estados chegando a decretar o lockdown. Em meio a esse cenário com comércio e serviços não essenciais fechados, vários trabalhadores tiveram que ficar em casa e muitos outros perderam seus empregos.


Na região nordeste 5 milhões de pessoas 26,6% do total de trabalhadores estavam afastados do trabalho em razão do isolamento social, e destes quase 17% acabaram ficando sem renda, como explicou a TV Globo, o diretor-adjunto de pesquisas do IBGE Cimar Azevedo, “Isso acontece em função da característica da região Nordeste no que tange a mercado de trabalho, ela é uma região aonde as relações de trabalho são mais informações em momentos de crise, principalmente uma crise como essa, onde está embutido o isolamento social a tendência de socorrer e prejudicar mais quem está nas relações informais, é mais certo”. Dos pedidos de seguro desemprego realizados até a primeira quinzena de junho 71,4 foram pela internet.


Fonte: RBA.

22 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco

© 2020 - 2021 Todos os direitos reservados.