• sertaocentralnews

CEASA-CE ADOTA NOVAS MEDIDAS DE COMBATE AO COVID-19.


Imagem reprodução.

A central de abastecimento, Ceasa-CE, responsável pela segurança alimentar e por garantir o abastecimento das famílias cearenses e considerado setor de serviço essencial, adotou novas medidas de combate ao novo coronavírus, seguindo as determinações do Decreto do governador Camilo Santana.


As novas medidas foram adotadas pelos entrepostos de Maracanaú, Tianguá e do Cariri Ceasa-CE e foram divulgadas por meio pelo presidente da central de abastecimento, Maximiliano Quintino. Dentre elas estão a obrigatoriedade do uso de máscaras por permissionários e autorizados e o fornecimento do equipamento para seus funcionários, bem como a disponibilização de álcool 70%, preferencialmente em gel, em seu estabelecimento comercial.


A Ceasa-CE recomenda também que sejam evitadas aglomerações, respeitando o distanciamento mínimo entre as pessoas, de acordo com as recomendações expedidas pelas autoridades de saúde.


Os produtos que abastecem o mercado atacadista estão chegando normalmente e as vendas têm se intensificado nos últimos dias, garantindo, assim, o abastecimento do comércio cearense e assegurando que não falte o alimento na mesa dos cearenses.


“Estamos adotando todas as medidas possíveis para evitarmos aglomerações e impedir a proliferação do novo coronavírus no mercado. Mas, precisamos contar com a colaboração de todos. Até porque o momento é de nos unirmos em prol de um bem maior, que é combatermos de forma eficiente e enérgica o Covid-19, mas também garantir, de forma segura, que não falte alimento ao povo cearense,” destaca Maximiliano Quintino, presidente da Ceasa-CE.


Confira todas as demais medidas adotadas pela Ceasa-CE:

Realização de campanha educativa em seus três entrepostos, com cartazes, banners, faixas e carro de som, divulgando informações, principais sintomas, formas de transmissão, prevenção e combate à Covid-19;


Disponibilização de vídeos em suas redes sociais, com orientações sobre como higienizar lojas, boxes e módulos, bem como dando todas as medidas a serem adotadas para quem trabalha na central de abastecimento;


Intensificou os procedimentos de limpeza e higienização das áreas comuns da Ceasa-CE, com a pulverização diária à base de hipoclorito de sódio de todos os galpões, boxes e administração;


Higienização de todo o mercado com carros pipas, equipados com bomba, esguicho e uma mistura de água com hipoclorito de sódio, duas vezes por semana;


Criação de um comitê para acompanhar o cumprimento de todas as medidas adotadas e para elaborar novas ações de combate ao novo coronavírus;


Em parceria com a Vigilância Sanitária de Maracanaú, está realizando a higienização de todos os veículos que entram na Ceasa-CE as segundas e quintas-feiras, dias das feiras maiores;


Determinou à Cepark, empresa que administra o estacionamento da Ceasa- CE, que equipasse todo o seu pessoal (em especial os que ficam na entrada e saída da central de abastecimento) com máscara, luvas e álcool em gel, evitando, assim, que as pessoas que entram ou saem precisem tocar no totem que libera o ticket;


Ampliou a disponibilização de banheiros do tipo contêineres, intensificando a higienização com a ampliação da disponibilização de produtos de higiene, como sabão líquido e álcool em gel em todos os banheiros do mercado e na recepção do prédio administrativo;

Reabertura do banheiro público, completamente reformado para os usuários, que podem usar gratuitamente;


Distribuição de máscaras para todos os funcionários da administração, bem como de EPI (Equipamento de Proteção Individual) para todos os funcionários que trabalham no mercado da central de abastecimento. A Ceasa-CE orientou a todos os permissionários que fizessem o mesmo com seus funcionários;


Instalação de diversas torneiras no mercado, para facilitar a higienização das mãos;

Proibição da entrada nos entrepostos de menores de 14 anos de idade e vendedores ambulantes, exceto merendeiras previa e regularmente cadastradas e identificadas com crachá;


Colocou em serviço domiciliar todos os funcionários da Ceasa-CE que estejam no grupo de risco (acima de 60 anos, diabéticos e portadores de doenças crônicas). A Ceasa-CE orientou a todos os permissionários que fizessem o mesmo com seus funcionários;


A Ceasa-CE, por meio do Ofício Circular nº 03/2020, prestou todas as orientações necessárias aos permissionários e autorizados da central de abastecimento, bem como orientou aos mesmos que incentivassem as vendas por telefone e por meio eletrônico, para que a ida ao entreposto seja somente em caso estritamente necessário.

Fonte: Governo do Estado do Ceará.

16 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco

© 2020 - 2021 Todos os direitos reservados.