• sertaocentralnews

ITATIRENSE É APROVADO EM 1º LUGAR PARA DOUTORADO NA UECE


Imagem reprodução.

Na lista de aprovados do Doutorado em Educação da Universidade Estadual do Ceará (Uece), Francisco Wagner Soares de Oliveira, egresso da licenciatura em Matemática do campus Canindé, selecionado em 1º lugar na linha de pesquisa de Formação de Professores de Ciências e Matemática.

“Acredito que a licenciatura em matemática do IFCE campus Canindé tem grande influência para essa aprovação na seleção de doutorado. Todos os professores foram sempre uma inspiração de profissionalismo, de pessoa social e de conduta de um professor para todos nós, enquanto alunos dessa licenciatura”, afirmou o doutorando. Com carinho e admiração, ele lembra os nomes de docentes importantes para sua trajetória: Diego Eloi, Luciana Mendonça, Ricardo Vasconcelos, Kiara Lima e Ana Cláudia Gouveia.

A pesquisa que Wagner pretende desenvolver a nível de doutorado “tem como plano de fundo a formação do professor de Matemática a partir da possibilidade de interface entre História e ensino de Matemática, em que se busca articular elementos da Educação Matemática com a História da Matemática”, explica. O tema é uma constante em sua trajetória acadêmica desde a graduação quando, sob a orientação de TCC da professora Ana Cláudia Gouveia, ele deu os primeiros passos nesses estudos. O mestrado em Ensino de Ciências e Matemática no campus de Fortaleza do IFCE e a participação no Grupo de Pesquisa em Educação e História da Matemática (GPEHM) reforçam esse interesse de pesquisa.

Além do conhecimento teórico, dos exemplos docentes e das orientações acadêmicas da graduação, Wagner ressalta que as experiências como bolsista de iniciação à docência no Pibid foram fundamentais para sua aprovação no doutorado. “O contato proporcionado por esse programa à escola da educação básica me fez observar na prática o quão importante é pensarmos questões relacionadas ao ensino e a aprendizagem, em suma a todos os objetos da Educação Matemática”, detalha. Para ele, a formação será um “instrumento para atuar com questões relacionadas ao ensino, a pesquisa e a extensão e favorecer o desenvolvimento da Educação, como agente multiplicador da experiência vivenciada na pós-graduação e incentivar estudantes e professores a desenvolverem pesquisas”.

Fonte: IFCE

586 visualizações0 comentário